sábado, 28 de janeiro de 2017

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Existencialismo: a relação homem e mundo

A noção filosófica do 'eu' que se revela e cria 
uma identidade através da percepção que o 'outro' tem dele, 
corrente filosófica chamada de existencialismo
que implica na experiência como veículo de descoberta constante sobre a subjetividade de cada ser humano.

1. Observe a figura e diga o que sente:

2. Ler o texto - Existencialismo 
- Por Click Estudante - Aqui


4. Música - 

Metamorfose ambulante Raul Seixas

       Comecemos com a famosa frase de Sartre, onde "a existência precede a essência"       Existimos e então começamos a ser moldados e/ou fazemos escolhas. Nesse caso estamos diante do que recebemos de carga cultural, educação familiar, escolar e religiosa, desde os primeiros momentos de vida, quando nos ensinam a Ser do jeito que esperam que sejamos. Escolhem por nós, nos guiam, nos doutrinam, nos oferecem "opiniões formadas sobre tudo". 
      Isso não é ruim em si (bom ou ruim nem é o caso aqui), mas chega um momento que temos que lidar com isso, escolher se queremos ser guiados, se queremos continuar como Ser Em-Si ou nos tornarmos Ser Para-si.


Em outra fase símbolo, Sartre nos lembra então que "o homem é aquilo que faz com o que fizeram com ele". Chega a hora em que temos que tomar aquilo que fizeram conosco e escolher o caminho que queremos trilhar. A partir do momento em que fazemos nossas escolhas, somos "donos" de nós mesmos e do nosso destino, livres da condição de imobilidade, importando-se então em Ser Para-Si.  

Na música em questão podemos tomar o Ser, sempre inacabado que está, para pensarmos sobre certezas, escolhas, sobre o que somos e o que escolhemos Ser.Ser metamorfose é estar sempre se transformandoprojetando, e não sendo peça pronta e acaba; que antes é Nada e se mantém em construção, que não tem "opinião formada sobre tudo", afinal "é chato chegar a um objetivo num instante".

Na incompletude do Ser, num instante se pode odiar e no outro dar amor, ser estrela e logo se apagar, dizer uma coisa e logo dizer o oposto do que se disse antes. Afinal, não temos "correntes" que nos prendem ao idealizado Ser Humano, mas antes ExistimosSOMOS.

Atividade Avaliativa:
  1. Como podemos relacionar o Existencialismo de Sartre e a música "Metamorfose ambulante" de Raul Seixas?
  2. Explique a frase de Sartre que diz que o "homem é o que ele faz com o que fizeram dele".
  3. O que constrói (ou deve construir) a essência do Ser?

 5. Para Refletir:
Analisar momentos em que julgamos o outro.
- O que é o outro"
- De que maneira ética atuo frente ao outro".

.......................................
6. Atividades para estudar para o ENEM:
Aqui        -         Aqui       -    Aqui      -  
..........................................................................

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

A liberdade e suas consequências

Para vocês, o que é liberdade???


1. Vamos ler o texto:
LIBERDADE                     
                Cecília Meireles
“Deve existir nos homens um sentimento profundo que corresponde a essa palavra LIBERDADE, pois sobre ela se têm escrito poemas e hinos, a ela se tem até morrido com alegria e felicidade.
Diz-se que o homem nasceu livre, que a liberdade de cada um acaba onde começa a liberdade de outrem; que onde não há liberdade não há pátria; que a morte é preferível à falta de liberdade; que renunciar à liberdade é renunciar à própria condição humana; que a liberdade é o maior bem do mundo; que a liberdade é o oposto à fatalidade e à escravidão;

Nossos bisavós gritavam “Liberdade, Igualdade e Fraternidade!”. Nossos avós cantaram: “Ou ficar a Pátria livre ou morrer pelo Brasil!”; nossos pais pediam: “Liberdade! Liberdade! – abre as asas sobre nós”, e nós recordamos todos os dias que “o sol da liberdade em raios fúlgidos – brilhou no céu da Pátria…” – em certo instante.
Somos, pois criaturas nutridas de liberdade há muito tempo, com disposições de cantá-la, amá-la, combater e certamente morrer por ela.
Ser livre – como diria o famoso conselheiro… – é não ser escravo; é agir segundo a nossa cabeça e o nosso coração, mesmo tendo que partir esse coração e essa cabeça para encontrar um caminho… Enfim, ser livre é ser responsável, é repudiar a condição de autômato e de teleguiado – é proclamar o triunfo luminoso do espírito.
Ser livre é ir mais além: é buscar outro espaço, outras dimensões, é ampliar a órbita da vida. É não estar acorrentado. É não viver obrigatoriamente entre quatro paredes.
Por isso, os meninos atiram pedras e soltam papagaios. A pedra inocentemente vai até onde o sonho das crianças deseja ir. (Às vezes, é certo, quebra alguma coisa, no seu percurso…).
Os papagaios vão pelos ares até onde os meninos de outrora (muito de outrora!…) não acreditavam que se pudesse chegar tão simplesmente, com um fio de linha e um pouco de vento!…
Acontece, porém, que um menino, para empinar um papagaio, esqueceu-se da fatalidade dos fios elétricos e perdeu a vida.
E os loucos que sonharam sair de seus pavilhões, usando a fórmula do incêndio para chegarem à liberdade, morreram queimados, com o mapa da Liberdade nas mãos!…

São essas coisas tristes que contornam sombriamente aquele sentimento luminoso da LIBERDADE. Para alcançá-la estamos todos os dias expostos à morte. E os tímidos preferem ficar onde estão, preferem mesmo prender melhor suas correntes e não pensar em assunto tão ingrato.
Mas os sonhadores vão para a frente, soltando seus papagaios, morrendo nos seus incêndios, como as crianças e os loucos. E cantando aqueles hinos que falam de asas, de raios fúlgidos – linguagem de seus antepassados, estranha linguagem humana, nestes andaimes dos construtores de Babel…”  
     ***Espaço para uma reflexão crítica sobre os aspectos abordados no conto, podendo destacar alguns deles:
- renunciar à liberdade é renunciar à própria condição humana; 
- liberdade como o maior bem do mundo; 
- liberdade em oposição à escravidão; 
- liberdade implica em responsabilidade; 
- liberdade é não estar acorrentado; 
- liberdade consiste em assumir as consequências das escolhas feitas.  
2. Vamos agora ver o Vídeo Fernão Capelo Gaivota

Diálogo acerca do que viram:

O que foi visto e informado por meio do vídeo com o conto de Cecília Meireles?

Quais os vários sentidos atribuídos à palavra liberdade e suas relações com a ética?

Como seres humanos, podemos inventar e escolher, em parte, nossa forma de vida?
Podemos também optar por aquilo que nos parece bom, desejável, em oposição ao que nos parece mau e indesejável?

É importante ter prudência e atenção em relação à nossa forma de agir?



É procurando fazer escolhas de forma acertada, 
que implica num saber viver ético.   



3. Agora vamos assistir ao vídeo Clipe Liberdade

Quais as várias situações de liberdade apresentadas no vídeo?



4.  Você sabe Como a mídia brasileira sufoca a Liberdade de expressão

Vamos ver o vídeo a seguir:


5. LIBERDADE: RAZÃO E AUTONOMIA

O problema da escolha sem autonomia em nossa sociedade.

           Sabemos que a liberdade, como apontou Sartre, expressa-se na escolha que fazemos durante todo o tempo.
     Porém, talvez as escolhas que estamos fazendo estejam corrompidas, talvez estejamos agindo sob influência de interesses que não são verdadeiramente nossos.
     Vejamos a música abaixo para situarmos melhor o problema que expomos:

Adimirável Chip Novo
Pitty


2- VAMOS FILOSOFAR?...Atividade no caderno:

1 – Quais são os imperativos que a música demonstra que nos são impostos ininterruptamente? ............................................................

2 – Ao escolhermos um produto de uma marca, e não de outra, após sermos convencidos por uma propaganda, somos livres? Explique.....................

3 – Explique como a música, ao comparar-nos com robôs, mostra que não somos livres: ............................................................................................

4 – Você já foi influenciado por propagandas a adquirir algo que não tinha muita necessidade? Exemplifique e explique como sua liberdade foi afetada...........................


................................................
Questões de filosofia com gabrito
http://bardotchai.blogspot.com.br/2013/03/questoes-de-vestibulares-de-filosofia.html

http://www.filosofia.com.br/vi_prova.php?id=9
..........................

domingo, 22 de janeiro de 2017

A Fenomenologia

A fenomenologia é 

uma parte ou a ciência da filosofia que estuda e analisa os fenômenos lançados à consciência , ou seja, as essências das coisas. 

Em outras palavras, a fenomenologia é a ciência que estuda a relação entre fatos (fenômenos) e do contexto em que esta realidade está presente (psique, consciência).




 Fazer a leitura do texto em slides:


Atividade

Fazer no caderno o mapa conceitual do slides acima da página 11.




..........................


sábado, 21 de janeiro de 2017

Ideologia/Alienação - conceitos

1º - Ler o texto Ideologia - aqui

2º - Ler o slides e discutir as imagens


3º - Ouvir a música Ideologia e observar as imagens:





4º - ATIVIDADE NO CADERNO:

***Cada grupo deverá ficar responsável por identificar o que significa a figura que recebeu, com a ajuda do professor, e por fazer uma pesquisa sobre a temática dessa figura.

*** A pesquisa será feita no LIE da escola, utilizando-se da internet.

1. Símbolo do Nazismo
2. Símbolo do Greenpeace
3. Símbolo do Socialismo
4. Símbolo do Anarquismo

Resultado de imagem para simblolos nazismo Greenpeace


*** A pesquisa deverá contemplar os seguintes quesitos:
a) O que representa o símbolo de sua pesquisa?
b) Que ideias e sistemas de crenças estão por trás desse símbolo? 
c) Qual o contexto histórico em que essas ideias foram concebidas?
d) Quem são seus principais criadores?
*** Na aula seguinte, tendo sido feita a pesquisa, cada grupo deverá apresentar para a turma as informações que tiver recolhido.



.......................................................................
ATIVIDADE ONLINE

..................................................................


5º - Ler e discutir as atividades sobre ideologia a nível de ENEM e Vestibular no  link:




Fontes: 

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Sobre Cidadania

1. Vamos iniciar nossa aula com assistindo uma charge. 
Conversação:
- O que aparece no vídeo?
- De que forma o maitre do restaurante reage quanto ao suborno? 
- Como está o compromisso social e a questão da violência nas cidades?
 Quais elementos  compõem a discussão de cidadania? - Anotar...


Sugestão de modelo para o quadro do conceito da turma sobre cidadania geral e na escola:

CONCEITO DA TURMA SOBRE CIDADANIA
Categoria 1Ex: "responsabilidade", "dever social", "denunciar crimes"
Categoria 2Ex: "votar"
Categoria 3Ex: "ajudar o próximo"
Categoria 4Ex: "não jogar lixo no chão"
Categoria 5Ex: "pagar impostos"

 2. Assistir ao vídeo sobre "exercício de cidadania"
Esse vídeo permite deixar claro que existem formas viáveis de crianças e adolescentes exercerem cidadania.


- Atividade:

Leia o texto abaixo e responda:

Afinal, o que é Cidadania?


1. Segundo o Dicionário, "cidadania" é?

2. O que entende-se por cidadão?

3. No sentido etimológico da palavra, cidadão deriva da palavra civita, que em latim significa?

4. No sentido ateniense do termo, cidadania é o direito da pessoa em?

5. Qual a diferença entre "Direito do consumidor e o Direito do cidadão"?

 

..................................................................

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

O que é política?

1. Vamos iniciar nossa aula Introd. à Filosofia Política - Aula 1com a leitura do slides - Aqui

2. Assistir ao vídeo - Marilena Chauí: Sobre a Política, o Público e o Privado.  Aqui

3. Assistir ao vídeo - Marilena Chaui - Público, Privado, Despotismo - Aqui





4. Aula Introd. à Filosofia Política - Aula 2 - Aqui

5. Aula Introd. à Filosofia Política - Aula 3 - Aqui

6. Aula Introd. à Filosofia Política - Aula 4 - Aqui

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

A Lógica

        Outro ramo da Filosofia em que o interesse pela linguagem tem lugar preponderante é a lógica. A lógica é o estudo da inferência; mais precisamente, é a tentativa de criação de critérios para distinguir as inferências válidas das inválidas.

    Como o raciocínio se efetua pela linguagem, a análise das inferências depende da análise dos enunciados que figuram como premissas e conclusões.


1º - Fazer leitura do slides:



2º Assistir ao vídeo -  sobre o assunto do Telecurso:

É lógico!




3º -  Completar nossa aula no link
                                                Portal do Professor:
                                                   Aula planejada pela profª Alisandra Angrewski
                          http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=43554




ATIVIDADE NO CADERNO

A partir do texto responda:🌿
A ) A Lógica é uma área da filosofia que trata de que?
b) Qual filósofo é considerado o criador da lógica?
c) Quem elaborou a lógica formal dedutiva e indutiva?
d) Mais tarde, Bacon e outros aprofundaram esses ensinamentos e dividiram a lógica em três áreas: Quais são?


Responsável - Rosemiro A. Sefstrom

                                                      ...................................................................

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Drogas e a Filosofia

Projeto na EJA

Imagem relacionada

Os jovens de nossa época estão se drogando cada vez mais. De acordo com uma matéria publicada na revista Mindde setembro de 99, o dependente químico do início do próximo milênio terá um perfil característico: mais jovem, ele se caracterizará pelo consumo simultâneo de várias drogas:

 -São jovens que estão integrados na sociedade durante os dias da semana (estudam e/ou trabalham, convivem com a família etc);

- O consumo de álcool e drogas acontece principalmente em locais e momentos de diversão (festas, danceterias, etc);

- As substâncias são fundamentais no mundo relacional destes jovens e atuam como chave de sociabilidade, seja com desinibidores ou estimulantes;

- Há uma escassa consciência social dos riscos das drogas e uma certa tolerância por parte dos adultos.

*** Dividir a turma em grupos e sortear os temas:
- Os grupos se organizam para fazer as leituras e apresentação para debate:

Grupo 1 - Drogas e Cérebro: Filosofia NeuroFarmacológica

Grupo 2 - Savater, o nacionalismo, a droga, a filosofia, a religião e a globalização

Grupo 3 - Drogas, o mal da humanidade

Grupo 4 - Drogas: proibir ou aceitar?

Grupo 5 - O que os grandes filósofos escreveram sobre a Droga

...................................................................................

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Seja A Mulher De Sua Vida!

Por Portal Raízes


Seja inconsequente e pague por isso. Fique bêbada e pague a conta. Abra a porta do carro, banque uma rodada de chopp e, quando o dia não for de festa, simplesmente diga não. Diga não sem culpa, mas não sem educação. Seja breve na fala e detalhista no pensamento. Aperte firme a mão das pessoas. Sorria.

Seja a frente de batalha da sua vida sem colete à prova de balas. A vida, minha amiga, não é à prova de imprevistos.



E seja agora! Mas, não, não seja para os outros… nem por eles. Seja sua e por você. Vá na frente, dê o primeiro passo, mude de vida sem pedir a opinião dos outros, sem pedir a permissão do mundo. Descubra-se. Entenda-se. Faça terapia e, quando não der, faça compras.

Não tenha filhos se não puder se dedicar a eles, se tiver, permita-se ser a mãe que a natureza te formou para ser. Escolha. Viaje. Decida. E, quando ficar em dúvida, simplesmente admita. Venda seu carro, compre uma Kombi. Ou, então, financie seu carro zero. Mude. Mude de quarto, de casa, de roupa, de sonhos. Solte as mãos, abra os braços, corte o cordão que te prende ao passado. Não espere, vá. Leia, escreva, escute. Pare de assistir a novelas. Discuta, dispute, desculpe-se. Seja íntima de si mesma.

Seja a mulher da sua vida. Seja só sua. E não o faça de fachada, não faça para impressionar. Impressionar, só se for você mesma e com a vida. Observe uma borboleta, alimente um gato, acaricie um cachorro. Permita-se ser sensível. Chore. Ser a mulher da sua vida é olhar-se no espelho e sentir orgulho do seu próprio sorriso. É respeitar suas próprias decisões em detrimento da opinião dos outros, mesmo que esses outros sejam de sua família.

Ser a mulher da sua vida não é ser durona. Faça ioga ou boxe, mas faça o que você gosta. Descubra-se de novo. Perceba o que mudou. Você muda, o mundo muda; mas você muda, não muda nada. Corte os cabelos, nasça de novo. Ajude desconhecidos e aproveite milimetricamente o doce sabor de fazer a diferença na vida de alguém. Mas, antes disso, faça a diferença na sua vida!

Dirija o carro, pague o almoço, ponha o pau na mesa. Sim, você tem um pau bem grande chamado “amor próprio” e ele não está no meio das suas pernas, está nas suas atitudes. Ame-se. Ame-se muito. Ame-se acima de tudo. E depois de se amar tanto, ame-se mais um pouco, depois ame todos os demais.Ame-se sem maquiagem e sem estar em forma, porque do que adianta os elogios de outra pessoa se você mesma não enxerga sua beleza? Enxergue-se. Vista-se de coragem. Convença-se do quão foda você é e, se você não conseguir ser sua própria advogada, é porque ainda não entendeu o que é verdadeira e intensamente: a mulher da sua vida.

Honre-se. Você não nasceu mulher à toa. Você não lutou até agora para se esconder atrás de seus próprios preconceitos. Seja a mulher da sua vida, mas não o seja pra conquistar macho ou passar inveja em fêmea. Seja e pronto. E ponto. E conto… Conto a você que ao compreender este texto você encontrará o seu, só seu, (re)começo.

http://www.portalraizes.com/seja-voce-mesma-mulher-de-sua-vida/


A História da Mulher na Filosofia

...................................

domingo, 15 de janeiro de 2017

Os Direitos Humanos

1º Fazer a Leitura no link



Sugestão de modelo para o quadro do conceito da turma sobre 
cidadania geral e na escola:
CONCEITO DA TURMA SOBRE CIDADANIA
Categoria 1Ex: "responsabilidade", "dever social", "denunciar crimes"
Categoria 2Ex: "votar"
Categoria 3Ex: "ajudar o próximo"
Categoria 4Ex: "não jogar lixo no chão"
Categoria 5Ex: "pagar impostos"



 2. Assistir ao vídeo sobre "exercício de cidadania"

Esse vídeo permite deixar claro que existem formas viáveis de crianças e adolescentes exercerem cidadania.


- Atividade:

Leia o texto abaixo e responda:

Afinal, o que é Cidadania?


1. Segundo o Dicionário, "cidadania" é?

2. O que entende-se por cidadão?

3. No sentido etimológico da palavra, cidadão deriva da palavra civita, que em latim significa?

4. No sentido ateniense do termo, cidadania é o direito da pessoa em?

5Qual a diferença entre "Direito do consumidor e o Direito do cidadão"?

 

..................................................................

sábado, 14 de janeiro de 2017

Períodos da História da Filosofia


1. Períodos da História da Filosofia
1.1 O que é a História da Filosofia?
História da filosofia:Introduz a Filosofia na história compreendendo a tradição, tendo objetivos e problemas próprios inserido em épocas e lugares.
1.2 Períodos da História da Filosofia
a) Filosofia Antiga: divide – se em quatro períodos (Pré – socrático, Socrático, Sistemático, Helenístico).
Sua principal característica no início se volta para a cosmologia, depois com Sócrates, Platão e Aristóteles a investigação filosófica gira em torno das questões éticas e antropológicas, e no seu final se da na relação inicial entre o cristianismo e a Filosofia.
b) Filosofia Medieval: a característica fundamental é a discussão entre a fé e a razão, ou seja, separar o que pertence a Deus e o que pertence aos homens.
c) Filosofia Moderna: preocupa – se com o homem racional e livre, as mudanças políticas e a confiança na ciência empírica.
A Igreja Católica começa a perder a hegemonia que perdurou por toda a idade média.
d) Filosofia Contemporânea: Inspira – se na Revolução Francesa e na Revolução Industrial e no processo de desumanização do homem.
(http://professorasueli.wordpress.com/category/filosofia-aulas-1o-ano/page/4/)



...................................